Imposto sobre lucros inesperados sobre corte de petróleo bruto doméstico


NOVA DÉLHI: O governo na sexta-feira cortou o imposto sobre lucros inesperados sobre o petróleo bruto produzido localmente, em linha com a queda das taxas internacionais, e reduziu o imposto sobre a exportação de diesel e querosene de aviação (ATF).
Na quinta revisão quinzenal, o governo reduziu o imposto sobre o petróleo bruto produzido internamente para Rs 10.500 por tonelada de Rs 13.300 por tonelada.
A taxa sobre a exportação de diesel foi reduzida para Rs 10 por litro de Rs 13,5. Além disso, o imposto sobre as exportações de combustível para turbinas de aviação (ATF) foi reduzido para 5 rúpias por litro de 9 rúpias a partir de 17 de setembro, de acordo com uma notificação do Ministério das Finanças emitida na noite de sexta-feira.
Os preços internacionais do petróleo caíram para mínimos de seis meses este mês, levando a uma redução na lucro inesperado imposto.
A cesta de petróleo bruto que a Índia compra teve uma média de US$ 92,67 por barril em setembro, contra US$ 97,40 no mês anterior.
Enquanto as refinarias privadas Reliance Industries Ltd e a Nayara Energy, com sede na Rosneft, são as principais exportadoras de combustíveis como diesel e ATF, a taxa de ganhos inesperados sobre o petróleo doméstico visa produtores como a estatal Oil and Natural Gas Corporation (ONGC) e Vedanta Ltd.
A Índia impôs pela primeira vez impostos sobre lucros inesperados em 1º de julho, juntando-se a um número crescente de nações que tributam lucros supernormais de empresas de energia. Mas os preços internacionais do petróleo arrefeceram desde então, corroendo as margens de lucro dos produtores e refinadores de petróleo.
Taxas de exportação de Rs 6 por litro (US$ 12 por barril) foram cobradas sobre gasolina e combustível para turbinas de aviação e Rs 13 por litro (US$ 26 por barril) sobre diesel.
Um imposto sobre lucros inesperados de 23.250 rupias por tonelada (US$ 40 por barril) sobre a produção doméstica de petróleo também foi cobrado.
As tarifas foram reajustadas parcialmente nas quatro rodadas anteriores em 20 de julho, 2 de agosto, 19 de agosto e 1º de setembro, e foram retiradas para a gasolina.





Source link