Mortes de crianças de 5 a 11 anos por covid podem chegar a 800, indica estudo

Mortes de crianças de 5 a 11 anos por covid podem chegar a 800, indica estudo

  • Luis Barrucho – @luisbarrucho
  • Da BBC News Brasil em Londres

Criança sendo vacinada

Crédito, Imagens Getty

Legenda da foto,

Número de crianças de cinco a 11 anos mortas por covid desde início da pandemia no Brasil é de 317, mas poderia chegar a 799

Apesar das repetidas declarações do presidente Jair Bolsonaro (PL) minimizando a necessidade da vacinação de crianças contra a covid-19, sob a alegação de que não se trata de um grupo de risco para a doença, cerca de 800 pessoas entre cinco e 11 anos podem ter morrido após infecção por coronavírus desde o início da pandemia até fim de novembro do ano passado.

O número bem mais alto do que o oficial é de um levantamento da consultoria Vital Strategies feito a pedido da BBC News Brasil com base em dados do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe).

No período, as mortes por covid-19 nessa faixa etária somaram 317. Mas o total sobe para 799 quando passa a incluir óbitos por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) sem especificação — quando a vítima morreu de infecção respiratória, mas não houve diagnóstico sobre o vírus que levou à morte.

Fátima Marinho, médica epidemiologista e consultora-sênior da Vital Strategies, que coordenou o levantamento, explica que o número estimado de mortes por covid-19 entre cinco a 11 anos foi corrigido com base nos óbitos de SRAG nessa faixa etária em anos anteriores.

Deixe uma resposta